Menu
Resultados Ligue para nós
(48) 3433-7111

Cirurgia Guiada em Implantodontia

06/07/2019

Cirurgia Guiada em Implantodontia

A cirurgia guiada vem revolucionando as reabilitações com implantes osseointegráveis, valendo-se do grande avanço tecnológico nos sistemas de aquisição de imagens, tanto tomografias como scanners intraorais, bem como a melhora contínua dos softwares de planejamento e das impressoras 3D. A técnica é indicada para os desdentados totais, tanto em maxila como mandíbula, bem como para os desdentados parciais, seja para um caso unitário ou múltiplo. 

 

Trata-se de uma técnica minimamente invasiva. Pode-se operar o paciente sem incisões e descolamentos de fibromucosa, o que diminui muito o sangramento, finalizando a cirurgia sem suturas. O pós-operatório torna-se muito mais tranquilo, diminuindo a morbidade e o uso de medicamentos para dor. Além dessas vantagens, o cirurgião obtém o correto posicionamento tridimensional dos implantes, otimizando os resultados protéticos. Como desvantagens, podemos citar a necessidade de um treinamento mínimo para se adaptar ao sistema e a trabalhar em campo fechado, bem como a impossibilidade de mudança do planejado no decorrer da cirurgia. Como contra indicações da técnica, alertamos para a abertura restrita de boca, necessidade de extrações múltiplas com regularização óssea no momento da instalação dos implantes e quantidade de osso insuficiente, sendo necessário enxerto prévio aos implantes. O tão valorizado planejamento reverso não tem como ser negligenciado na cirurgia guiada, pois prepara-se o caso levando em conta a posição da futura prótese. Dessa forma, obtem-se o perfeito posicionamento tridimensional dos implantes, proporcionando melhores resultados nas reabilitações.

 

Quanto ao ato cirúrgico, a satisfação dos pacientes é sempre acima das expectativas, pois a cirurgia é muito rápida e o pós-operatório torna-se extremamente tranquilo. O profissional que se habilita em realizar essa técnica apresenta como diferencial o uso da tecnologia visando o planejamento adequado e bem-estar dos seus pacientes, com menor trauma e tempo reduzido de cirurgia. Além disso, abre uma nova  possibilidade de indicações,  operando pacientes que apresentam algumas restrições de ordem médica, os quais necessitam de intervenções curtas, pouco invasivas, evitando sangramentos e usando quantidades reduzidas de anestésico e drogas  no pós operatório, como os anti-inflamatórios. É importante destacar que a técnica exige uma curva de aprendizado, tecnicamente mais simples que de outros procedimentos avançados da Implantodontia, mas não menos importante. Como qualquer nova técnica, deve ser treinada, e preferencialmente dentro do sistema escolhido pelo profissional, pois há diferenças técnicas e de medidas entre as marcas, o que pode gerar confusão. 

Fotos Vídeos

Confira as
novidades

Marque seus exames conosco!
Clique aqui